GLOSSÁRIO

Localize um verbete:

BACIA AÉREA

Por analogia ao conceito de bacia hidrográfica, cunhou-se em português a expressão "bacia aérea" para designar área em que o relevo, as correntes eóleas e o fenômeno de dispersão dos poluentes do ar determinam a extensão dos impactos diretos e indiretos das atividades humanas na qualidade do ar. O conceito corresponde, em inglês a "pollution zone", definido como os "limites geográficos e seu território contínuo ou adjacente, das áreas afetadas (direta ou indiretamente) por um fluxo de ar poluído e nas quais tanto as fontes quanto os efeitos da poluição do ar se concentram" (Weisburd, 1962). "Expressão impropriamente utilizada como sinônimo de região de controle da qualidade do ar" (Batalha, 1987). ver também CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS DE QUALIDADE DO AR.

BACIA DE ESTABILIZAÇÃO

ver LAGOA DE ESTABILIZAÇÃO

BACIA HIDROGRÁFICA, BACIA FLUVIAL

"Área cujo escoamento das águas superficiais contribui para um único exutório" (FEEMA/PRONOL DZ 104).Grande superfície, limitada por divisores de águas e drenada em geral por um rio e seus afluentes, com disponibilidade hídrica própria e renovável. ( com base no Dicionário Prático de Ecologia - Ernani Fornari Neto) "Área de drenagem de um curso d'água ou lago" (DNAEE, 1976). "Área total drenada por um rio e seus afluentes" (The World Bank, 1978). "Conjunto de terras drenadas por um rio principal e seus afluentes" (Guerra, 1978). "São grandes superfícies limitadas por divisores de águas e drenadas por um rio e seus tributários" (Carvalho, 1981).

BACIA SEDIMENTAR

"Depressão enchida com detritos carregados das águas circunjacentes (...) As bacias sedimentares podem ser consideradas como planícies aluviais que se desenvolvem, ocasionalmente, no interior do continente" (Guerra, 1978).

BACTÉRIAS

"Organismos vegetais microscópicos, geralmente sem clorofila, essencialmente unicelulares e universalmente distribuídos" (ABNT, 1973). Bactérias de origem fecal. ver COLIFORME FECAL.

BAÍAS

Ampla linha de costa, que fecha parcialmente uma área de mar. A Ilha de Santa Catarina, localizada nas coordenadas médias de 27º35' S e 48º32' W, é separada do continente por um corpo d'água denominado baía de Florianópolis. Esta baía possue uma área superficial de 430 km2, 50 km de comprimento e uma profundidade média de 3,2 m; é dividida em duas partes, norte e sul, que se comunicam através de um canal com aproximadamente 550 m de largura e 21 m de profundidade. Ambas as partes, baía Norte e baía Sul, são ligadas ao Oceano Atlântico por um canal de 31 m e 10 m de profundidade respectivamente (Caruso, 1983; Laurenti, 1992). As baías Norte e Sul recebem contribuição de águas doces provenientes de bacias hidrográficas tanto insulares quanto continentais. As principais contribuições de águas fluviais que desembocam na baía Norte são os rios Ratones e Itacorubi, de origem insular, e o rio Biguaçu, de origem continental, enquanto na baía Sul são os rios Tavares e Ribeirão, de origem insular, e o rio Cubatão, de origem continental (Laurenti, 1992). O comportamento das marés segue um andamento de tipo semidiurno e é influenciado tanto astrônomica quanto eolicamente. As correntes de maré seguem as direções Norte-Sul e Sul-Norte simultaneamente e se encontram em frente da área central da cidade de Florianópolis. Sua velocidade média raramente supera 0,26 m/s, mas durante a sizígea pode atingir 0,75 m/s (DHN, 1968). Segundo Laurenti (1992), são identificadas áreas naturais ao longo de toda extensão da baía - manguezais, praias e deltas de rios formando zonas intertidais com vegetação característica de mangue e outras espécies - que podem ser classificadas como subssistemas que compõem o mosaico do ecossistema baía de Florianópolis, conferindo-lhe por isto importância científica e econômica. No que diz respeito a poluentes de origem exclusivamente antrópica, como DDT e PCBs, estudos mostram (Laurenti et alii, 1992; Laurenti, 1992) que estes compostos são encontrados em quanti

BAIXA DOS AUTOS

Expressão simbólica significando a volta dos autos do grau superior para o juízo originário, após julgamento do último recurso cabível e interposto ou medida administrativa após solução da lide.

BAIXADA

Depressão do terreno ou planície entre montanhas e o mar. "Área deprimida em relação aos terrenos contíguos. Geralmente se designa assim as zonas próximas ao mar; algumas vezes, usa-se o termo como sinônimo de planície" (Guerra, 1978).

BAIXIO

Banco de cascalho, areia e lama não consolidados submersos a pouca profundidade. Ele forma-se quando partículas mais grossas de substratos se acumulam na foz de um rio.

BALANÇO ENERGÉTICO

"Estudo que compara a energia que entra (em um sistema) no começo de um processo com a energia que sai ao seu final, considerando, ao mesmo tempo, as diferentes transformações que sofre a energia ao longo do mesmo" (Diccionario de la Naturaleza, 1987). "Estudo que compara a energia que entra (em um sistema) no começo de um processo com a energia que sai ao seu final, considerando, ao mesmo tempo, as diferentes transformações que sofre a energia ao longo do mesmo" (Diccionario de la Naturaleza, 1987).

BALANÇO HÍDRICO

"Balanço das entradas e saídas de água no interior de uma região hidrológica bem definida (uma bacia hidrográfica, um lago), levando em conta as variações efetivas de acumulação" (DNAEE, 1976).

BANCO DE AREIA, BARRA, COROA

Deposição de material sobre o fundo de um lago, de um rio, de sua foz, ou do mar, junto à costa, em resultado do perfil do fundo, das correntes dominantes e da ocorrência de sedimentos. "Banco de sedimentos (areia, cascalho, por exemplo) depositado no leito de um rio, constituindo obstáculos ao escoamento e à navegação" (DNAEE, 1976). "Acumulação de aluviões e seixos nas margens dos rios e na beira dos litorais onde predominam as areias" (Guerra, 1978).

BANHADO

Áreas preferencialmente de brejos. Alguns setores dos banhados ficam secos durante a estiagem, outros permanecem encharcados.

BANHADO

"Termo derivado do espanhol "bañado", usado no sul do Brasil para as extensões de terras inundadas pelos rios. Constituem terras boas para a agricultura, ao contrário dos pântanos" (Guerra, 1978). ver também TERRAS ÚMIDAS.

BANHADO

Áreas preferencialmente de brejos. Alguns setores dos banhados ficam secos durante a estiagem, outros permanecem encharcados

Exibindo 1 a 15 do total de 69 registro(s) distribuidos em 5 página(s)

1 2 3 4 5  |  ir para a página:

©2011 - Vieira Castro Advogados - Todos os direitos reservados

Rua Dr. Jarbas Vidal Gomes, 30 sala 1006 - Cidade Nova - Belo Horizonte - MG - CEP 31170-070 - Telefax: (31) 3241-1285